Secretária de Cultura (Márcia Normando Tude)

FORMAÇÃO

Márcia Tude cursou Engenharia Publicitária no ISCIE, Porto-Portugal; formou-se em Comunicação Social pela UNIFACS, habilitando-se em Relações Públicas.

Participou dos Encontros de Dirigentes e Conselheiros Municipais de Cultura (2013, 2014 e 2017); Participou de Conferências Municipais de Cultura (2010, 2013 e 2014); Concluiu o Curso Sistema Nacional de Cultura: aspectos jurídicos, políticos e práticos (2017, Escola do Legislativo da Assembléia Legislativa de Minas Gerais); Concluiu o Curso de Extensão em Administração Pública da Cultura (2017, Universidade Federal do rio Grande do Sul).

É especialista em Políticas Culturais pela Universidade de Girona-Espanha, cátedra UNESCO, em parceria com o Itaú Cultural (2018/2019).

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL                    

2009 a 2012 – Atua no setor privado dirigindo a Livro.com, editora e produtora cultural, publicando mais de 60 títulos de autores independentes. Idealiza e inscreve projetos em editais públicos, captando recursos para projetos culturais junto aos Correios, Ministério da Cultura e Fundação Pedro Calmon, além de ganhar o prêmio Economia Criativa do Ministério da Cultura (2012).

2013 a 2015 – Assume a Secretaria de Cultura e Turismo de Lauro de Freitas e é eleita Vice-Presidente do Conselho de Cultura local. Passa a dirigir a UPACI, Unidade Pacificadora de Arte e Cidadania, junto à Secretaria de Educação do município de Lauro de Freitas.

2015 a 2016 – Coordena a assessoria política de José Tude, assumindo também sua comunicação.

2017 até os dias atuais – É nomeada pelo prefeito Elinaldo Araujo Secretária de Cultura de Camaçari. Além Conselheira de Cultura, também ocupa um assento no Conselho de Políticas para as Mulheres. É Presidente do Fundo Municipal de Cultura do Município.

OUTRAS EXPERIÊNCIAS

Na área literária foi editora da Página Aberta, suplemento literário do jornal Tribuna da Bahia, além de coeditora do Correio da Poesia, jornal de circulação internacional, ao lado do escritor Ildásio Tavares. Em 2008 ganhou o prêmio Braskem de literatura, publicando o livro de poemas Calendário. Também colaborou com a Revista Villas Magazine, escrevendo a coluna literária de 2011 a 2013.

Um dos projetos para os quais captou recursos, Casa Velha da Ponte, inspirado em Cora Coralina, arrecadou mais de 1 tonelada de alimentos em prol de instituições ligadas aos Correios, na Bahia. 

É membro-fundador da Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas – ALALF.