Vila da Cultura atrai centenas de pessoas e valoriza tradição junina


 
A arquibancada da Praça Abrantes ficou lotada na noite desta sexta-feira (25/6), quando centenas de pessoas foram prestigiar as apresentações da Vila da Cultura 2022. No último dia do festejo foi realizado o concurso de quadrilhas juninas na categoria estilizada, com a participação dos grupos Pocktá, que ficou na terceira colocação; Zabumbada Popular, em segundo lugar; e Fogueira Santa, que conquistou o grande prêmio, no valor de R$ 2 mil, além do troféu de melhor puxador, de R$ 500.
 
A festa também contou com intervenções artísticas do grupo Canjica Mole e shows das bandas Filé de Camarão e Os Baianos do Forró. A doméstica Bruna Nascimento foi, pelo segundo dia, curtir a festa ao lado da filha, e disse que achou tudo muito bonito. “Depois de dois anos em que não tivemos os festejos de São João por causa da pandemia, é muito bom estar aqui e ver a nossa cultura”, destacou a moradora do Parque das Mangabas.
 
A comerciante e produtora cultural Laiane Santos, conhecida como Laka, estava entre os vendedores que trabalharam durante o evento, e pontuou que o movimento foi bom. “A festa foi ótima, principalmente por poder ver aqui o resgate das nossas tradições do São João”, afirmou.
 
A Vila da Cultura também foi promovida na localidade de Couro Dantas, zona rural de Arembepe, com a apresentação da peça teatral Nós Que Lute Pra Não Sair de Cena, e dos cantores Diego Rodrigues, Alex e Banda Celebridade 10, e Jô Produções.
 
Na noite de encerramento dos festejos, a Secretária da Cultura, Márcia Tude, ressaltou a importância da descentralização das ações da pasta. “As duas Vilas da Cultura têm papéis diferentes. Em Couro Dantas, teve o objetivo de levar um pouco mais de infraestrutura – de som, de palco, para a zona rural; já a da sede, busca trazer para o urbano a cultura nordestina, especialmente neste espaço que engloba a pista de skate e a quadra da Praça Abrantes, em que a comunidade tem ansiado para o fortalecimento deste local”, disse.
 
Para o subsecretário e presidente do Conselho Municipal de Cultura, Luciel Neto, o balanço da Vila da Cultura 2022 foi superpositivo. “O nosso intuito foi alcançado, que é o de manutenção e fomento da identidade cultural do povo de Camaçari. Vimos aqui uma série de quadrilhas que fizeram apresentações brilhantes, uma plateia cheia, com participação popular, de crianças, e famílias. Na vila de Couro Dantas também fiquei feliz ao ver de perto o quanto ações que levam cultura para localidades distantes da sede são importantes. Pra nós, a satisfação é muito grande”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *