Oficina de software do LabTec beneficia estudantes

Estudantes do ensino médio foram beneficiados nesta segunda-feira (6/6) com a oficina Scratch para Educandos, desenvolvida pelo Laboratório de Tecnologia de Camaçari (LabTec), vinculado ao Museu Unica. Realizada no Laboratório de Informática da Universidade Federal da Bahia (UFBA), localizado na Cidade do Saber, a iniciativa integra o Scratch Day, uma rede global de eventos, na qual pessoas se reúnem para celebrar a plataforma de programação gratuita e da comunidade on-line.

Participaram da atividade, alunos do 1º ano do Colégio Estadual Polivalente de Camaçari; sendo no turno matutino, 38 educandos, e no vespertino, 21. Guilherme Enzo Barbosa, 15 anos, foi um dos estudantes que participaram da atividade. “Estamos desenvolvendo um jogo que envolve matemática. Nunca tinha visto o scratch e estou gostando bastante, estimula a nossa criatividade. Todo aprendizado é importante”, destacou.

Para a professora de matemática Adriana Barros, que acompanhou o grupo de alunos, a oficina estimula os adolescentes para o despertar de aptidões. “Envolve a área de exatas e tecnologia. Uma forma deles adquirirem conhecimento e também se prepararem para as futuras carreiras que pretendem seguir”, afirmou.

O scratch é um software que se utiliza de blocos lógicos e itens de som e imagem que proporcionam o desenvolvimento das suas próprias histórias interativas, jogos e animações, além de compartilhar de maneira on-line suas criações. Ele foi projetado especialmente para pessoas com idades entre 8 e 16 anos, mas é usado por indivíduos de todas as faixas etárias. É utilizado em mais de 150 países, estando disponível em mais de 40 idiomas, e fornecido gratuitamente para os principais sistemas operacionais.

A oficina é baseada na proposta pedagógica do LabTec da robótica educacional, um eixo complementar no processo de educação através de oficinas, cursos e palestras, utilizando instrumentos que facilitem o ensino-aprendizagem. A proposta é desenvolver e aplicar as tecnologias que possam ser vinculadas à educação do município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *